top of page

Tudo sobre o incidente de desconsideração da personalidade jurídica

Nesse post, a #SeptemExplica em detalhes o que é o incidente de desconsideração da personalidade jurídica, a desconsideração inversa, as teorias maior e menor e muito mais:




Homens sentados a mesa com contratos e martelo jurídico ao lado




ÍNDICE







Afinal, o que é desconsideração da personalidade jurídica?


A desconsideração da personalidade jurídica é um instituto do direito que permite que em certas situações, como abuso de direito, fraude ou confusão patrimonial, seja ignorada a separação entre a pessoa jurídica e as pessoas físicas que a controlam para responsabilizá-las diretamente por obrigações da empresa.


Isso significa que, em casos específicos, os bens pessoais dos sócios ou administradores podem ser usados ​​para cumprir as obrigações da empresa. 


Este mecanismo é utilizado para evitar abusos e garantir a eficácia do sistema jurídico.


Alguns exemplos bastante conhecidos de desconsideração da PJ no Brasil são:


  • A empresa de aviação Varig, em que a desconsideração da personalidade jurídica foi utilizada para responsabilizar os administradores da empresa por dívidas trabalhistas e outras obrigações financeiras;


  • A Telexfree, uma empresa de marketing multinível em que a desconsideração da personalidade jurídica foi aplicada para responsabilizar os sócios da empresa por irregularidades e prejuízos causados a investidores.






Desconsideração da personalidade jurídica inversa


A desconsideração da personalidade jurídica inversa é um conceito que, ao contrário da desconsideração tradicional, ocorre quando a pessoa jurídica é utilizada de forma abusiva para lesar direitos de terceiros ou para fraudar a lei.


Nesse caso, a desconsideração inversa permite responsabilizar a empresa e seus sócios/administradores, visando proteger os direitos dos prejudicados e evitar que a personalidade jurídica seja usada de forma indevida para burlar a lei ou causar prejuízos. 


Este mecanismo é uma importante ferramenta para coibir práticas abusivas e garantir a justiça nas relações empresariais.







Desconsideração da personalidade jurídica no âmbito trabalhista


No âmbito trabalhista, a justiça do trabalho utiliza essa ferramenta da mesma forma, buscando responsabilizar sócios e administradores diretamente por obrigações trabalhistas não cumpridas pela empresa.


Ou seja, em casos específicos, os bens pessoais dos sócios ou administradores podem ser utilizados para quitar dívidas trabalhistas da empresa.


A desconsideração da personalidade jurídica no contexto trabalhista é importante para assegurar a proteção dos direitos dos empregados e a efetividade das decisões judiciais nesse âmbito.







Teoria maior


A teoria maior da desconsideração da personalidade jurídica se refere a uma abordagem mais ampla e flexível em relação à aplicação da desconsideração da personalidade jurídica.


De acordo com essa teoria, a desconsideração não se restringe apenas a situações de fraude ou abuso de direito, mas pode ser aplicada em uma gama mais ampla de circunstâncias, desde que haja a necessidade de proteger direitos ou evitar prejuízos a terceiros.







Teoria menor


Em oposição, a teoria menor da desconsideração da personalidade jurídica defende uma abordagem mais restritiva.


Nessa perspectiva, a desconsideração é vista como uma medida excepcional, a ser utilizada somente em circunstâncias claramente definidas e restritas – como em casos de comprovado desvio de finalidade, fraude, confusão patrimonial ou conduta abusiva.







Em quais áreas de atuação a desconsideração da personalidade jurídica é comum?


A desconsideração da personalidade jurídica pode estar relacionada a diversas áreas do direito, sendo mais comumente aplicada em contextos como o direito empresarial, direito do consumidor, direito trabalhista, direito civil e direito tributário.


Em cada uma dessas áreas, a desconsideração da personalidade jurídica pode ser utilizada para diferentes finalidades, e a aplicação varia de acordo com as circunstâncias específicas e normas legais pertinentes a cada área do direito.







Vá além com a Septem Capulus


Esteja preparado para atuar em todas essas áreas com os +200 conteúdos práticos disponíveis na nossa plataforma. Todos com certificado válido e materiais complementares!




Direito do Consumidor na Septem


  • Curso: Direito do Consumidor na Prática

  • Curso: Direito do Consumidor Online




Direito Trabalhista na Septem


  • Curso: Cálculos Trabalhistas

  • Curso: Prospecção de Clientes em Direito Trabalhista

  • Mentoria: Peticionamento Trabalhista Estratégico

  • Mentoria: Trajetória de Sucesso em Trabalhista com Carolina Tupinambá

  • Mentoria: Como se Destacar na Advocacia Trabalhista com Maurício Guidi, sócio do Pinheiro Neto

  • Mentoria: Atuação no Direito Trabalhista com Sólon Cunha, sócio do Mattos Filho




Direito Empresarial na Septem


  • Curso: Direito das Startups I e II (Advocacia na Prática e Contratos)

  • Curso: Fusões e Aquisições

  • Curso: Holding e Planejamento Patrimonial

  • Curso: Direito Societário I e II (Advocacia na Prática e Contratos)

  • Mentoria: Trajetória de Sucesso no Direito Empresarial com Cajé, sócio do Machado Meyer

  • Mentoria: M&A e Planejamento Patrimonial com Pythagoras Carvalho, sócio do Pinheiro Neto

  • Mentoria: Contratos e Arbitragem Internacional com Marina Bevilacqua




Direito Civil na Septem


  • Curso: Processual Civil na Prática

  • Curso: Responsabilidade Ambiental




Direito Tributário na Septem


  • Curso: Fundamentos do Direito Tributário

  • Curso: Planejamento Tributário

  • Curso: Processos Administrativos em Tributário

  • Mentoria: Recuperação de Créditos Tributários

  • Mentoria: Redução de Impostos na Área da Saúde

  • Mentoria: Consultivo Tributário

  • Mentoria: Lei do bem





E muitos outros conteúdos práticos nessas e outras áreas do Direito para transformar você em um profissional diferenciado no mercado de trabalho. Clique no botão abaixo e acesse:






Até a próxima 🚀



Comments


bottom of page