top of page

Itaú x Banco Inter: A propriedade intelectual na nova identidade visual do Itaú

O Banco Itaú divulgou em campanha publicitária a sua nova logo, mais minimalista e predominantemente laranja. Acontece que essa mudança levantou um debate sobre plágio nas redes sociais. Vamos falar sobre os limites jurídicos da propriedade intelectual?




Comparação lado a lado entre as logos do Itaú e do Banco Inter

Imagem: Reprodução




Mudança no visual


O Banco Itaú anunciou em campanha a sua nova logo: mais minimalista e sem a presença do azul característico da marca. O banco apostou no laranja, uma cor bastante usada por eles nos anos 90. 



Não pegou bem


Após a divulgação, muitos internautas passaram a comentar a semelhança da nova logo do Itaú com a logo do Banco Inter, também laranja e em estilo minimalista. E no meio desse debate, o próprio Banco Inter se “pronunciou” sobre o assunto com um meme, dando a entender que a semelhança foi um incômodo:



Print do tweet do Banco Inter, fazendo alusão ao meme "Pode copiar, só não faz igual"

Imagem: Reprodução




Afinal, é plágio ou não é?


Vários especialistas opinaram o caso, e alguns pontos importantes foram apontados:


  • O Itaú já utilizava o laranja na sua comunicação há muitos anos, e era inclusive relacionado à cor no segmento financeiro em pesquisas de opinião;

  • Uma marca não pode deter de propriedade intelectual sobre uma cor;

  • A reforma na logo do Itaú segue uma tendência de mercado clara, que são os traços minimalistas.




Aprenda mais sobre Propriedade Intelectual


Se você curte a área de Propriedade Intelectual e quer se aprofundar nesse assunto tão pouco falado na faculdade, não deixe de conferir na plataforma o nosso curso completo, com o professor e especialista Maurício Tavares!


E para ter acesso a esse e outros +200 conteúdos jurídicos, clique no link e faça parte da nossa família:





Até a próxima!




Kommentarer


bottom of page