top of page

4 casos de violação na Proteção de Dados que causaram um baita prejuízo

Atualizado: 11 de jul. de 2023

Você já parou para pensar em quantas empresas detém de dados pessoais seus que, se vazados, colocariam em risco a sua segurança? Então vem com a gente nesse post conhecer (ou relembrar) alguns casos famosos de vazamento de dados pessoais para lembrar que a Proteção de Dados é fundamental:



Cambridge Analytica

Cambridge Analytica/Facebook


Em 2018, foi revelado que a empresa Cambridge Analytica havia coletado dados pessoais de milhões de usuários do Facebook sem seu consentimento, com o objetivo de influenciar as eleições presidenciais dos EUA em 2016. O caso gerou uma repercussão enorme, levou a uma investigação e virou até série na Netflix (a série se chama Privacidade Hackeada, e vale a pena conferir!)




Hotel Mariott

Marriott International


Em 2018, a rede hoteleira Marriott International sofreu um vazamento de dados que afetou cerca de 500 milhões de clientes. As informações roubadas incluíam nomes, endereços, números de telefone, passaportes, e até informações de pagamento. Clientes na casa dos milhares processaram a rede pelo ocorrido, alegando que a Marriott não tomou medidas adequadas para proteger as informações pessoais dos clientes e não divulgou a violação de segurança prontamente. Alguns desses processos foram consolidados em uma ação coletiva nos Estados Unidos, que já conta com mais de 400 mil prejudicados (e ainda está em andamento).





Yahoo


Em 2017, foi revelado que a empresa Yahoo havia sofrido um vazamento de dados que afetou cerca de 3 bilhões de usuários na época do ocorrido (2013). As informações roubadas incluíam nomes, endereços de e-mail, datas de nascimento e senhas criptografadas. Além disso, em dezembro de 2016, o Yahoo anunciou outra violação de segurança em 2014 que afetou cerca de 500 milhões de contas!





Equifax


Em 2017, a empresa de crédito americana Equifax sofreu um vazamento de dados que afetou cerca de 143 milhões de clientes nos EUA. As informações roubadas incluíam nomes, endereços, datas de nascimento, números de cartão de crédito e números de segurança social. A Equifax enfrentou críticas significativas pela forma como lidou com a violação, incluindo atrasos na divulgação da violação e na implementação de medidas para proteger os consumidores afetados. A empresa também enfrentou várias investigações regulatórias e ações judiciais, bem como multas e acordos com agências governamentais e consumidores.



Curte Proteção de Dados?


Deu para perceber que a Proteção de Dados é uma área de alta demanda e tendência a crescer muito, né? E se você se interessa pela área, aqui na Septem você encontra vários conteúdos diferentes sobre o assunto:



O que não falta é conteúdo para maratonar!


Esperamos que curta e até a próxima 👋





Commentaires


bottom of page